• pauloalcantara65

Celebrações pelo mundo

Festivais, feriados e celebrações que atraem milhares de turistas. A Terratur fez uma seleção por vários países,separados mês a mês, para você se programar e conhecer os principais festejos. Conte com a gente para planejar a viagem dos sonhos e celebrar mundo afora cada momento.


Janeiro


Carnaval de Québec - Canadá


Uma experiência única de Inverno. O Carnaval de Québec é um festival que reúne atividades para todas as idades, com uma série de esportes e eventos. Vale a pena conhecer e viver essa viagem inesquecível. Programe-se!


Foto: Jacques Boissinot/The Canadian Press

Fevereiro


Mardi Gras - Nova Orleans - Estados Unidos


O Mardi Gras é uma celebração carnavalesca que acontece todo ano, famosa por suas máscaras de gesso, colares de contas e paradas com bandinhas durante todo os mês que antecede o carnaval.


Foto: www.thebayouinsider.com

Carnaval - Rio de Janeiro, Brasil


O Carnaval do Rio de Janeiro é um dos mais famosos e é considerado o maior do mundo. Das Escolas de Samba que encantam a Sapucaí aos blocos de rua. A festa é garantida em uma das mais belas cidades do Brasil.


Foto: www.guiaculturalcentrodorio.com.br

Março


Holi - Índia


Festival realizado na Índia todos os anos entre fevereiro e março, que comemora a chegada da Primavera. Neste dia, as pessoas atiram tintas das mais diversas cores umas às outras, com muita bebida, comida e música. Essa brincadeira começa quando crianças atiram as tintas aos pais e irmãos sendo que, no final, todos estão completamente pintados e coloridos.


Fonte: Dibyangshu Sarkar/AFP

Dia de São Patrício - Irlanda


O feriado mais celebrado da Irlanda, comemorado em 17 de março, marca a chegada do cristianismo no país, como muita festa nas ruas, alegria e muito verde. Acredita-se que São Patrício utilizava um trevo como uma metáfora da Santíssima Trindade, A data é comemorada em vários países da língua inglesa e leva uma multidão para as ruas. Que tal se programar para visitar essa tradição ano que vem?


Foto: Reprodução

Abril


Semana Santa de Sevilla (Espanha)


A Semana Santa mais popular de toda a Espanha, comemorada com muita paixão e fervor religioso e famosa por suas procissões, que seguem até a Catedral de Sevilla, entre o Domingo de Ramos e o Domingo da Ressureição, acompanhadas de bandas de música e cornetas. Uma festa religiosa linda, e um convite a qualquer turista e fiel.


Foto: visitasevilla.es

Semana Santa de Goiás


A Procissão do Fogaréu, que na virada, à meia noite, da quarta para a quinta-feira da Semana Santa, em Goiás Velho, é tradição no estado e leva uma multidão de fiéis às ruas, simbolizando a prisão de Jesus Cristo. Os postes do centro histórico se apagam e é iniciada a procissão, ao som de tambores e iluminada pelas luzes de tochas.


Foto: Creative commons/Flickr

Maio


Cavalhadas (Goiás, Brasil)


Introduzida em Pirenópolis em 1826, pelo Padre Manuel Amâncio da Luz, como um espetáculo chamado de "O Batalhão de Carlos Magno". Pirenópolis manteve forte esta tradição, uma porque os primeiros colonizadores desta antiga cidade mineradora eram, em sua maioria, portugueses oriundos do norte de Portugal, local onde mais se resistiu à invasão moura, outra porque o caráter centralizador da população dominante viu com bons olhos o efeito separatista entre as classes sociais. Porém o que mais motiva a população a manter viva a infindável rixa entre mulçumanos e cristão é a beleza do espetáculo e o prazer pela montaria.


Foto: Marcelo Ferreira/CBPRESS

Junho


Festas juninas de Lisboa (Portugal)


Com um cheiro a verão no ar, as Festas de Lisboa enchem de animação os recantos mais típicos da cidade e trazem à rua milhares de pessoas.

Santo António, muito venerado em Lisboa e tratado como um verdadeiro padroeiro da cidade, dá o mote para as festas que atingem o seu ponto alto na noite de 12 de junho, com o desfile das marchas populares na Avenida da Liberdade. Na tarde do dia 13, a procissão em honra deste santo popular, que tem fama de casamenteiro, percorre as ruas que rodeiam a Sé e dá o cunho religioso às festas.

As noites são animadas pelos arraiais nos bairros típicos de Lisboa, do Castelo à Mouraria, Graça, Alfama, Ajuda e Bairro Alto, com muita música e dança ao ritmo das canções populares. Enfeitadas com grinaldas e globos coloridos, as ruas são invadidas pelo cheiro da sardinha assada e pelos aromas dos manjericos acompanhados de um cravo de papel e de uma quadra alusiva a Santo António.


Foto: www.visitportugal.com

Glastonbury Festival – Festival de Artes Performativas (Inglaterra)


O maior festival de artes cênicas ao ar livre no mundo, atrai inúmeros participantes nos 900 hectares do Vale de Avalon (Worthy Farm), aonde eles acampam e curtem um fim de semana repleto de workshops, festas, cabarés e vários shows ao vivo de artistas.



Fête de la musique – Festa da Música (França)


Criado pelo Ministério da Cultura, este evento cultural ocorreu no período de 24 horas e contou com a colaboração de diversas bandas que se apresentavam nas calçadas, em palcos improvisados. Rock, jazz, musica clássica, funk, groove, soul, rap, hip hop e musica eletrônica estavam entre as mais ouvidas. Conservatórios também se dispuseram à se apresentar, levando mais alegria à cidade.


Foto: myprivateparis.com

Festa Inti Raymi (Cuzco, Peru)


Cuzco, Peru é o lugar do Festa do Sol Inca (Inti Raymi), a segunda maior da América Latina. O Inti Raymi é comemorado anualmente em 24 de junho. Já foi o festival mais importante do império inca - Tawantinsuyu é comemorado com danças, música e oferendas cerimoniais antigos para seu-Deus Inti o sol. O Inti Raymi é a semana do maior festival em Cusco cada ano. O Festival do Sol tem lugar em 3 locais e em torno de Cusco: Koricancha, a praça principal (Plaza de Armas) e Sacsayhuaman. Dançarinos, animais, músicos, o militares, guarda-costas, Shamans preparando o caminho do Inca e de sua esposa (Qoya) para comemorar o alongamento dos dias e do Sol de retornar mais perto da terra.


Foto: www.peru.travel

Julho


Festival de Carcassone (França)


Todos os verões, o Festival de Carcassonne recebe multidão de mais de 200.000 pessoas, da França e de fora. O Festival oferece uma localização excepcional e um cenário, Patrimônio Mundial da UNESCO, a Cidade Medieval e seu antigo teatro onde 3.000 afortunados compartilham momentos de emoção intensa todas as noites.

Um festival único, que propõe 120 espetáculos ao longo de todo o mês de julho, incluindo 80 atrações gratuitas, em 12 estágios, as atrações vão desde opera ao teatro, dança à música clássica e incluindo concertos por artistas nacionais e internacionais.


Foto: http://au.france.fr

Palio di Siena (Toscana, Itália) 


Festa que reúne 17 paróquias em homenagem à Nossa Senhora, onde cavaleiros com trajes tradicionais, bandeiras de diversas cores e milhares de pessoas reunidas. É neste clima que acontece duas vezes por ano, em 2 de julho e 16 de agosto, o Palio di Siena, corrida de cavalos disputada por 17 paróquias em homenagem à Nossa Senhora.

A festa religiosa é realizada desde o século 17 na cidade de Siena e reúne milhares de pessoas interessadas em acompanhar de perto o espetáculo na Piazza del Campo. Os cavaleiros competem trajados com monturas e carregam bandeiras das suas paróquias.

O cavalo que chegar primeiro, após três voltas ao redor da praça, ganha o palio, estandarte criado exclusivamente para o evento.


Foto: www.travelviaitaly.com

Festas de São Firmino (Pamplona, Espanha) 


Os festejos começam dia 6 de julho, às 12 horas, com o chupinazo (lançamento de foguete) da sacada do Palacio Consistorial (sede do governo municipal), e terminam à meia-noite de 14 de julho com a canção de despedida Pobre de mí.


Uma das atividades mais famosas das Festas de São Firmino é o encierro (corrida de touros), que consiste numa corrida de touros, de 800 metros, por três ruas do centro histórico de Pamplona, que culmina na praça de touros da cidade. Os encierros realizam-se todos os dias entre 7 e 14 de julho às 8 horas da manhã e normalmente duram três a quatro minutos.


Foto: Susana Vera /Reuters

Agosto


Festival Burning Man (Nevada, EUA)


Burning Man é uma espécie de festival de contracultura, realizado anualmente desde 1986 em Black Rock Desert, no estado americano de Nevada. O Festival conta com uma grande galeria de arte a céu aberto, chamada de “Playa”. Em seu centro, há uma escultura gigante de madeira denominada “Burning Man”. Essa escultura remete ao surgimento do festival que se iniciou com dois amigos, Larry Harvey e Jerry James, que juntos, improvisaram um homem de madeira em Baker Beach, São Francisco, durante o solstício de verão e depois o queimaram, com algumas pessoas presentes participando do momento, surgiu a ideia de que repetissem o ato no ano seguinte. E assim deu início ao Festival, que acabou se repetindo todo ano, cada vez com um número maior de pessoas.


Foto: www.projetoviravolta.com

La Tomatina (Buñol/Valencia, Espanha)


Uma tradicional festa e uma das que mais atraem turistas à Espanha, que todos os anos vêm para se banharem na rua tomada de gente e de vermelhos tomates maduros e esmagados. Uma bela confusão lambuzada que acontece toda última quarta-feira de agosto.


Mas uma informação útil para todos: os tomates usados na Tomatina são cultivados propriamente para isto, e é uma espécie de tomates não tão boa para o consumo.


Foto: www.estevampelomundo.com.br

Setembro


Oktober Fest (Munique,  Alemanha)


O maior festival de cerveja do mundo, realizado na cidade de Munique. Ele surgiu em 17 de outubro de 1810 como a festa de casamento do príncipe Ludwig von Bayern com a princesa Therese von Sachsen-Hildburghausen, que ofereceram aos seus convidados comidas e bebidas típicas do estado da Baviera. Apesar do nome, a Oktoberfest agora começa em meados de setembro, quando chove pouco e não faz tanto frio, e se estende até o comecinho de outubro. Todo ano, o prefeito de Munique abre a festa com uma martelada no primeiro barril de cerveja a ser consumido.


Foto: www.spiegel.de

Outubro


Círio de Nazaré (Belém, Brasil)


O Círio de Nazaré, que acontece anualmente em outubro na cidade de Belém, no Pará, é conhecido como “carnaval devoto”, em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré, padroeira do Pará e "Rainha da Amazônia". Durante os 15 dias em que é realizado, atrai boa parte da população nordestina e também do sul do país. Os devotos se encontram principalmente para participar das várias e gigantescas procissões.

O Círio de Nazaré, assim como o Carnaval e o São João nordestino, pode ser considerado uma festa de participação local, dado o fluxo de visitas que movimenta na região, mas também de representação da cultura brasileira. A celebração movimenta não somente o aspecto religioso da região, mas também o fluxo econômico das estruturas de comércio, hotelaria e transporte.


Foto: www.ica.ufpa.br

Dia de los Muertos (Cidade do México)


Diferente do que acontece em outras partes do mundo, inclusive no Brasil, o Dia dos Mortos no México não é um feriado melancólico, associado a tristeza. Tradição milenar, de 31 de outubro a 2 de novembro, os mexicanos gostam de reunir amigos e família para lembrar com carinho de seus antepassados.

O motivo de festejarem é porque acreditam que uma vez por ano os mortos recebem uma permissão celestial para visitar entes queridos. Então, nesse dia é importante ser recebido com muita alegria e com coisas que gostavam em vida para aproveitar a passagem. Segundo a tradição popular, o primeiro dia de visitação é das crianças, chamado de Dia dos Santos Inocentes. Nos outros dias é a vez dos mortos adultos.


Foto: www.telegraph.co.uk


28 visualizações

Entre em contato conosco!