• Terratur

Foto-roteiro: Batendo pernas em Palermo e Belgrano

Atualizado: Jan 11

Em Buenos Aires, Palermo e Belgrano são dois bairros imperdíveis! Principalmente para quem já foi algumas vezes à capital argentina e não tem mais pressa ou obrigação de conhecer seus principais pontos turísticos. São bem arborizados e lindos para caminhar sem pressa, “bater pernas”, “flanar”, se perder… sem destino. Foi o que vimos em recente viagem àquela cidade.


Priorize Palermo, mas se o tempo comportar, dê uma esticada também em Belgrano aproveitando que são bairros vizinhos.



Palermo


Palermo é um bairro nobre e cheio de coisas pra ver. Lojas de moda, design, galerias de arte, gastronomia, livrarias, boemia… Palermo é muito grande, mas neste post retratamos apenas o Palermo Soho. O bairro é subdividido nos seguintes setores (fonte: Wikipedia):


– Palermo Chico (Barrio Parque): É a área mais nobre do bairro. Apresenta mansões e residências de alto padrão, onde vive parte da classe-alta portenha.


– Palermo Viejo: É a área mais antiga do bairro, onde viveram Jorge Luis Borges e Che Guevara. Historicamente foi uma área residencial popular. Abrigou muitos imigrantes vindos da Polônia, Armênia, Ucrânia e do Líbano. Porém as tradições das famílias espanholas e italianas, existentes a mais tempo na região, são refletidas nos restaurantes locais, igrejas, escolas e centros culturais.


– Palermo Soho: É uma pequena área de Palermo Viejo próxima à Plaza Serrano (oficialmente Plazoleta Cortázar). Abriga escritórios e lojas de moda e design, restaurantes, bares e cultura de rua.


– Palermo Hollywood: Surgiu em meados dos anos 1990 devido à grande quantidade de produtoras de TV, cinema e rádio instaladas em uma pequena região de Palermo Viejo. Atualmente, ele é mais conhecido pela concentração de restaurantes, discotecas, cafés e sua ativa vida noturna.


– Las Cañitas: No início do século XX era um reduto de cortiços, mas passou por um processo de gentrificação e desde então se tornou uma área de luxo. Apresenta diversos arranha-céus, restaurantes e bares, localizados ao lado do Campo de Pólo Argentino.


– Villa Freud: Localizada no em torno de Plaza Güemes, é uma zona residencial conhecida pela sua alta concentração de moradores psicólogos e psiquiatras, daí o seu nome que homenageia o fundador da psicanálise, Sigmund Freud.


Em Palermo, a Milonga “La Viruta” (lavirutatango.com) é um excelente lugar para dançar (e ver pessoas bailando) milonga e tango em sua forma mais autêntica, sem aquele apelo “fake” e produção de espetáculo (show) que existem em algumas casas de tango famosas, muito procurada por turistas. Este tipo de lugar é fantástico pois se pode dançar e sentir toda a energia genuína desta tradicional expressão cultural argentina. Fica na rua Armenia, 1366, no prédio da Associação Cultural Armênia, mas só chegue depois da 2 horas da madrugada!


Um típico “Bodegón” (mercearia que serve comida popular) de Buenos Aires em Palermo.


























Árvores encrochezadas


























Livraria “Libros del Pasaje”



























Cheque aqui nosso roteiro em Palermo Soho:



Belgrano


Belgrano é diverso. Tem comércio, mercado, história, praças verdes, uma linda igreja, ruas tranquilas e o bairro chinês de Buenos Aires.  É um bairro bem residencial também.



Igreja da Imaculada Conceição


Barrancas de Belgrano



Barrio Chino


Fotos: Paulo Alcântara.


12 visualizações