top of page

Parques de Londres: indicações da Terratur

Atualizado: 7 de fev.

É incrível ver que, depois de séculos de civilização e de expansão, ainda é possível aproveitar a natureza em sua exuberância dentro da Grande Londres. A Inglaterra, que teve uma história de relações diversas com seus bosques e campos, hoje conta com diversos espaços verdes livres para o uso de sua população e de seus visitantes. Se engana quem pensa que todo jardim ou parque é igual, e é por isso que hoje trazemos alguns de nossos pontos favoritos de Londres para aproveitar ao ar livre, cada um com características específicas:


  1. Hyde Park: A escolha óbvia. O Hyde Park se impõe em toda a sua extensão de 2,5km² é um dos corações da gigante Londres. Foi ponto-chave de diversos capítulos da história local, sendo propriedade de monges, centro de caça da realeza britânica, ponto de refúgio da população contra a epidemia de peste bubônica, palco da Grande Exposição de 1851, foco de protestos e celebrações populares e muito mais. Hoje, sem perder a sua relevância, conta com uma estrutura impecável para piqueniques, prática dos mais diversos esportes e até concertos de música! Recomendamos demais você dedicar um turno de sua viagem a simplesmente estar aí, caminhando ao som dos corvos, vendo a vida dos londrinos e descobrindo cada uma de suas esquinas.

  2. Battersea Park: opção não tão comum, o Battersea Park é o maior ao sul do rio Tâmisa e pode ser uma oportunidade de caminhar em meio a uma zona natural fora da rota turística, mas ainda com todo o charme que os parques da cidade têm. Além disso, a opção é particularmente especial para os fãs de rock. Ao lado está a Battersea Power Station, que foi o cenário escolhido pela banda Pink Floyd para soltar um balão voador em formato de porco e fotografá-lo de longe, imortalizando a termoelétrica desativada em estilo vitoriano na cena do rock. Esse plano de fundo e a revitalização da região são razões suficientes para dar uma passada pela zona, caso você queira uma zona verde bem conservada e cheia de vida.

  3. Primrose Hill: esse é uma jóia escondida ao norte do Regent’s Park. A colina está no meio de uma vizinhança residencial bem arborizada e é uma recomendação que a Terratur faz exclusivamente para você. Compre umas bebidinhas e uns petiscos e organize seu dia para pegar o pôr-do-sol no topo da colina. O sol desce estrategicamente entre o horizonte e as nuvens e lança seus raios nos arranha-céus de Londres, garantindo uma vista belíssima e um momento inesquecível. Você não vai se arrepender.

  4. Greenwich Park: por último, o grande parque em Greenwich é uma opção para quem deseja conhecer partes fora da Londres mais central. Indo pelo rio ou por terra, o parque é mais conhecido por abrigar o Observatório Real de Greenwich, que conta com museu e planetário, e a Linha do Meridiano, traçada no chão para representar a divisão do globo terrestre nos hemisférios ocidental e oriental, sendo super atrativo para os turistas apaixonados por ciência e rendendo uma ótima foto pisando na linha central do planeta!


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page