• Terratur

Praça Mauá, a nova cara do Rio de Janeiro

O centro do Rio está transformado! Na região da Praça Mauá a transformação é total. Sutilmente bronzeado pelo sol, e levemente incomodado pelo forte calor que faz no verão na cidade maravilhosa, caminhei bastante na companhia de minha mulher, um dos nossos filhos e amigos, percorrendo bonitos lugares de cunho histórico e cultural nesta parte da cidade, para conhecer as novidades.


A revitalização está um espetáculo! Prédios e praças, antes feios, sujos e degradados, foram resgatados. Fachadas, algumas centenárias, recuperadas e pintadas. Calçadas refeitas e com nova sinalização. Todos se beneficiam: população local e os turistas. Melhoria da mobilidade e mais segurança, o que é bom para o lazer e para o trabalho. Bares, restaurantes e ateliês de artistas surgindo (vão surgir muito mais certamente). Com a derrubada do elevado, que antes enfeiava esta região e impedia a vista da Baia da Guanabara, a cidade ganhou. Os armazéns do cais do porto agora podem ser realmente vistos!


Tudo isso está dentro do projeto “Porto Maravilha”, que contempla, aléns das obras de infraestrutura, ações de cunho social. O projeto prevê o desenvolvimento da região baseado em princípios de sustentabilidade, com a reestruturação de ruas, praças e avenidas, trazendo melhoria na qualidade de vida dos atuais e futuros moradores.

Gostei muito das intervenções que estão resgatando a história, ao mesmo tempo em que introduzem a modernidade e o futuro.


Destaque para o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), que corta essa região, e para o Museu do Amanhã, projeto do renomado arquiteto espanhol Santiago Calatrava. É a cidade também se preparando para receber as olimpíadas de 2016!


  Museu de Arte do Rio (MAR)

Praça Mauá (Museu do Amanhã à esquerda da foto)


Morro da  Conceição

Fachadas


Rio Cidade Olímpica na Praça Mauá

Começando o passeio pela Praça Mauá, temos além da própria praça, o Museu de Arte do Rio (MAR) e o Museu do Amanhã. Ali mesmo, também está bonito o terminal do porto, e seus armazéns. Já saindo da praça, temos o Morro da Conceição e seus barzinhos e ateliês de artistas.


É seguro andar por lá. O Cais do Valongo, relacionado à triste história da escravidão, fica nas imediações. Podem ser visitados também os Jardins Suspensos do Valongo, o Centro Cultural José Bonifácio e a Pedra do Sal, considerada o berço do samba carioca.


Finalmente, também nas imediações, recomendo muito a visita ao Mosteiro de São Bento (se puder, não perca a missa em canto gregoriano aos domingos pela manhã).



Fotos: Paulo Alcântara.

9 visualizações