top of page

Conheça Sicilia e Puglia: O Sul da Bota

Atualizado: 14 de nov. de 2023

Em agosto de 2022, percorremos um roteiro muito interessante no sul da Bota. Sim, no sul da península itálica que é geograficamente assemelhada a uma bota, com salto e tudo. Além do mais, a bota está chutando uma bola. Com essa imagem na cabeça, pense que a Sicilia, localizada em uma ilha, é a bola, e o salto da bota é a região da Puglia (ou Apúlia), que foram as regiões por onde passamos. Excelente roteiro e fácil de ir de carro. Aliás, carro é o transporte indicado para essa viagem.



Sicília


Chegamos na Sicilia, pousando em Catânia vindo de Roma. Cidade grande, não tivemos interesse. Considerando o tempo total da viagem e o fato de que de lá iríamos nos deslocar para a Puglia, no continente, decidimos explorar o lado leste da ilha. Ficamos na ilha por 3 dias. Imediatamente do aeroporto fomos para Taormina, nosso único ponto de dormida. Lindíssima cittá (cidade)! Histórica, numa montanha com lindas vistas, um primor! Tem um lindo teatro grego, super bem conservado, e praias de uau!!! De Taormina, dá para ver bem também o vulcão Etna, localizado próximo.









Logo colado e mais acima de Taormina, recomendamos ir à Castelmola, nos píncaros de um monte. Vista fantástica da região.






Na bola italiana, ainda visitamos Siracusa e Notto. Notto é um esplendor barroco na ilha, e Siracusa traz uma bagagem de 2.757 anos de existência e foi a maior cidade da Magna Grécia (domínios do império grego na península sul itálica entre os séculos VIII a. C e VI a.C).







Além dessas, e desse lado, também recomendo: Scicli (nome difícil de dizer), Módica e Ragusa, bem próximas entre as três. Também , para quem quiser ver uma Villa Romana, híper bem conservada, acredito que valha a pena a viagem até Villa Romana del Casale em Piazza Armerina, 152 km de Taormina.



PUGLIA


Saindo da bola, e após cruzar o estreito de Messina (o carro entre em uma barca gigante), entramos na bota literalmente e começamos a subir para a Puglia (o salto da bota), passando pelas regiões da Calábria e Basilicata ?. Lá não paramos e umas 6 horas depois chegamos ao nosso destino, em um Agriturismo lindo e familiar, bem ao lado de Alberobello. Dormimos em um Trullo original!


Fonte: Wikimedia Commons

A ideia nessa viagem era praticar meu italiano e lá foi perfeito pois a proprietária não falava inglês, só italiano. Era super simpática e nos trouxe muitos cafés da manhã estupendamente deliciosos e tudo feito na fazenda.



Na região da Puglia tem só coisa boa: cidadezinhas, tranquilidade, história, gastronomia, ambiente rural, natureza, arte, espiritualidade... locais prontos para fotos lindíssimas e um povo animado. Tem litoral, tem interior... Na Puglia, passeando de carro visitamos Alberobello, Cisternino, Locorotondo, Polignano al Mare e Ostuni. Algumas delas, cidadezinhas pequenas, branquinhas, com vielas para se perder e descobrir belezas no meio da simplicidade da vida naqueles lugares. Em Locorotondo por exemplo, vivenciamos um momento lindo, seguindo uma procissão em hora à Nossa Senhora, com fogos, banda de música e tudo!



Como sempre, e é bom que seja assim, ficaram algumas cidades por conhecer, que valeriam a pena. Ok, fica como motivo para uma próxima viagem pra lá!


Além das cidades visitadas na Puglia, demos uma esticada e fomos conhecer Matera, na região da Basilicata. Cidade incrível, com uma história fantástica e situada em um local único todo de pedra. Cenário de filmes, vale muito a pena ir.




Nossa dica especial: Lá próximo uma atração muito especial, apelidada da "Capela Sistina da Idade Média". Dentro de uma gruta pinturas sacras de um templo da idade média, um espetáculo imperdível!


Mais detalhes sobre todo esse roteiro, com o pessoal da Terratur!


*Autoria das fotos: Paulo Alcântara (exceto se indicado de outra forma)



159 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page